Recursos de motivação para a leitura

 

 

Este site  http://sal.iplb.pt/    Serviço de Apoio à Leitura do DGLB, apresenta-se como um Guia de Orientação à Leitura , baseado numa selecção de cerca de 150 títulos divididos por cinco áreas temáticas e três faixas etárias. É um instrumento de orientação à leitura e

  

 REVISTA PROFORMAR, uma revista dedicada às práticas e projectos pedagógicos.

 http://www.proformar.org/revista/edicao_16/pag_1.htm

 

 Um projecto pioneiro que ajuda a promover os HÁBITOS DE LEITURA, em Portugal.

   http://www.clube-de-leituras.pt

 

Vários testemunhos sobre a leitura

http://www.youtube.com/watch?v=pi9Tcns8Avg

 

 

 

 

Sugestões de actividades de motivação

Ler, Ler +, Ler Melhor

 

 

Público Alvo: Alunos do 3º Ciclo e Ensino Secundário

 

 Apresentar um pequeno vídeo, com cerca de 10 minutos, de Pacheco Pereira, inserido no Plano Nacional de Leitura. Este vídeo, com o seguinte endereço electrónico: http://www.youtube.com/watch?v=9julcRkGBs4&feature=related- Serve de Mote para a temática a desenvolver nesta sessão de motivação e é a partir dele que os alunos se vão questionar, com a devida ajuda do professor, sobre Conceitos como a Leitura Funcional, Leitura Recreativa, Leitura de Códigos, Leitura Autónoma, Leitura Informativa, Leitura Publicitária, e Literacia e a relação directa entre capacidade Leitora / Capacidades Cognitivas e Produtividade.  

         Este vídeo, em forma de diálogo directo com o interlocutor contém uma série de conceitos que têm que ser dissecados. Assim Pacheco Pereira fala da importância da leitura de códigos, ou seja, a leitura funcional e utilitária, como a leitura de um simples prospecto de supermercado, um contrato de seguro, (a importância das letras pequenas), um guião de um electrodoméstico, passando posteriormente para a leitura da imagem e do texto, por exemplo, num mapa. No entanto, aquilo que pretendemos, nesta sessão de motivação, e, a partir do vídeo, é sensibilizar os alunos para a importância fundamental da Leitura Literária. Assim, Pacheco Pereira apresenta um conjunto de livros desde a antiguidade até aos nossos dias que representam um património humano. Estes livros, nomeadamente, A Eneida, A Ilíada, A Bíblia, A Divina Comédia de Dante, A Peregrinação, D. Quixote, As Farpas de Eça de Queirós e de Ramalho Ortigão… apontam para um enriquecimento libertador, porque representam o “Conhece-te a ti mesmo” (Socrático) do ser humano, dado que a ficção ajuda a compreender a vida. É que para um leitor estar formado precisa de cerca de duas mil horas de leitura e a leitura literária ultrapassa o informativo, porque alcança o formativo. Sendo assim e dada a importância do conteúdo do vídeo e de tudo aquilo que foi reflectido, e como esta acção é destinada aos alunos, podemos aproveitar a reflexão para delimitar estratégias de Promoção à Leitura, tais como, a sedução para a Leitura, a promoção para a Leitura, os banhos de Leitura, no sentido de alcançarmos o estado de graça de amar ler, porque, segundo Pacheco Pereira, “a vida é melhor se soubermos”.

         Porque só um leitor pode formar leitores, entendemos que será oportuno e, provavelmente, o momento ideal para o Professor Responsável pelo Projecto de Leitura falar das suas experiências de leitura, ou seja, falar do livro ou livros que, por alguma razão, o marcaram. Trata-se de um momento de reflexão e partilha, tão essencial para quem tem a responsabilidade de formar cidadãos responsáveis, libertos e libertadores.

 

                                    Cândida Batista

 

 

 Público Alvo: Alunos do 3º Ciclo e Ensino Secundário

  

Apesar de sermos um país de grandes poetas, lemos pouca poesia. Para combater tal carência de leitura poética, poderemos distribuir folhetos com poesias de vários poetas portugueses, entre eles, Camões (o Grande), Fernando Pessoa, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner Andersen, António Gedeão, Sebastião da Gama, Florbela Espanca… Poderemos seleccionar destes poetas, poemas, por exemplo cuja temática seja o Sonho, declamá-los e simultaneamente apresentar acetatos (que se encontra em Apoio à sessão de motivação V.docx (290,7 kB)

 Em acetato podemos passar as imagens em movimento. Como? Colocando o acetato perto da luz de cima do retroprojector e não simplesmente pousado, o que dá uma ideia de cor de fundo. Ao pousá-lo lentamente vai aparecendo a imagem completamente nítida. Em simultâneo, vamos lendo poesia dos autores mencionados. De seguida, e continuando a leitura, podemos deslizar um outro acetato em tamanho grande e começamos a movimentá-lo da direita para a esquerda, dá uma ideia de acção e dinamismo.

Por fim, os alunos que quiserem podem declamar um poema e/ou apresentar poemas que eles próprios tenham escrito.

  poesia-o_sonho-apoio à motivaçãoV.ppt (266 kB)

  Pedra Filosofal de António Gedeão  br.youtube.com/watch?v=DuGbpW-pGYg

 

 

                                                                      Cândida Batista

                                                                                                              

 

 Público Alvo: Alunos do 3º Ciclo e Ensino Secundário

    

        A felicidade é a meta da vida, poucas pessoas reconhecem as sementes da felicidade que existem nas suas vidas e em si próprias. Procuram, constantemente, as alegrias e emoções no exterior, culpam os outros pelos seus fracassos pessoais e profissionais. Sentem dificuldade em compreender o que as rodeia e captar a beleza das coisas, passando pela vida distraídas.

        Para acedermos à felicidade e ao conhecimento, cada ser humano tem de descobrir o que existe de precioso e único dentro de si; temos de contrariar esta tendência das sociedades actuais para reduzir as pessoas a números ou a estatísticas.

      Pretendemos, com esta sessão, iniciar este grupo de jovens nestas questões, sensibilizá-los, prepará-los, apetrechá-los com algumas ferramentas que lhes permitam, ao longo da difícil caminhada, explorar, conhecer, lidar com esse mundo desconhecido, mas maravilhoso que é o interior de cada um de nós. É que, uma vez chegados a este patamar do conhecimento, acederemos a uma forma mais autêntica e feliz de pensar e sentir, ou seja, de viver.

         Apoio à sessão de motivaçãoIV.pptx (401,7 kB)

    Os quatro ecrãs têm como objectivo principal apelar, motivar o grupo à participação, construindo, desta forma, as suas aprendizagens.

     Com o primeiro ecrã, pretendemos introduzir, de uma forma algo enigmática, mas propositada o tema da sessão. O título e a imagem apontam já possíveis subtemáticas que lhe estão associadas, motivando/ preparando/envolvendo o público para o assunto que irá ser aflorado. O mote está lançado.

     O segundo ecrã, através de alguns itens-chave, auxiliados com uma sugestiva imagem de fundo, tem a intenção suscitar, direccionar o grupo de jovens para o diálogo e a confrontação.

     O terceiro ecrã (Palavras Soltas) resulta na sequência do anterior, funcionando como uma síntese da problemática abordada, é pois um recolher das ideias-chave, uma verificação da decodificação da mensagem.

    O último ecrã aponta possíveis leituras de iniciação à descoberta da viagem interior, rumo à felicidade. À medida que se forem sugerindo tais leituras, serão lidas algumas passagens significativas de tais obras.

                                                                                            Anabela Fernandes

                                                                                                                                                               

 

Público Alvo: Alunos do  Ensino  Secundário              

                                                                                                                                            

  

·         OBJECTIVOS:

 

·         Promover a leitura na sala de aula e a leitura autónoma;

·         Formar Leitores;

·         Despertar o prazer de ler;

·         Criar o gosto pela leitura;

·         Criar hábitos de leitura;

·         Cativar para outros saberes.

 

Iniciar-se-á a sessão com a apresentação de um PowerPoint sobre os direitos inalienáveis do leitor de Daniel Pennac e com textos e poemas alusivos à importância da Leitura. Esta 1ª Parte da sessão que durará cerca de 10 minutos será, simultaneamente, a introdução e a motivação para a grande temática da sessão: A Leitura. De seguida, comunicar-se-á aos alunos que irão visualizar um filme de época e que terão de descobrir de que forma este filme está relacionado com a importância do Livro e da Leitura, trata-se do filme “O Nome da Rosa” baseado no Romance com o mesmo nome de Humberto Eco. Será distribuída uma cine - ficha a todos os alunos para preenchimento e posterior entrega. Cine- Ficha-apoio à sessão de motivação III.doc (118 kB)

Foi escolhido este filme porque abarca uma outra época e uma outra forma de ver o conhecimento e de estes jovens entenderem que nem sempre o Livro foi um bem público e acessível. Será pertinente realçar que a maior preocupação de todos os ditadores, é, precisamente, impedir a divulgação de alguns/muitos livros, porque a leitura é uma porta aberta para múltiplos voos…

Pretende-se que o aluno quando lhe for proposto a requisição de um livro, esteja seduzido pela leitura e esteja sensibilizado para o querer ler. Vão ser sugeridos, agora, alguns livros que promovem, no seu discurso, a Leitura, assim como alguns filmes, que, tal como “O Nome da Rosa”, promovem a leitura. Eis as sugestões:

 

LIVROS

 

Elogio da Leitura - Antão,Jorge Augusto;

O Clube dos Poetas Mortos – Kleinbaum, N.H.

O Carteiro de Pablo Neruda – Skarmeta, António

A Sombra do Vento - Zafon,Luís

A Regra de Quatro - Caldwell,Ian/Thomason,Dustin

A Pérola - Steinbeck,John

O Encanto da Leitura – Campos, Helena; Reis, José

Sobre a Leitura - Proust,Marcel

As Palavras Difíceis - Ferreira,António Mega

O Velho Que Lia Romances De Amor - Sepulveda, Luís

A Família De Nazaré - Gonzalez, Maria Teresa

Encontro De Amor Num País Em Guerra - Sepulveda, Luís

A Menina Que Detestava Livros - Pawagi,Manjusha

Contos Para Delfins - Baena, Badillo

Sementes de Violência – Evan, Hunter

O Nome da Rosa –Eco, Umberto

Cemitério dos Pianos – Peixoto, José Luís

A Biblioteca de Babel – Borges, José Luís

O Leitor – Schink, Benhard

 

FILMES

 

O Clube dos Poetas Mortos – Peter Weir

Mentes Perigosas – John N. Smith

O Carteiro de Pablo Neruda – Michael Radford

Sementes de Violência – Richard Brooks

Cyrano Debergerac - Jean Paul Rappeneau

Sete Pecados Mortais – David Fincher

Malcolm X – Spike Lee; Marvin Worth

Os Condenados de Shawshank – Frank Darabout

As Horas – Stephen Daldry

 

Para terminar a sessão, será fornecido um Referencial de Links sobre a leitura, para consulta :

http://www.rbe.min-edu.pt

http://www.dobrasdaleitura.com/index.html

http://bibliotecas-.blogspot.com/

http://www.proformar,org/revista

http://www.evora.net/bpel/Linfo.

http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt

http://www.iplb.pt

http://www.fundacionegsr.es

http://www.sol-e/com

http://www.cervantesvirtual.com

http://www.planlectura.es

http://www.casadaleitura.org

 

 Links de motivação à Leitura

 

 

 

 Gostas de Ler?
                       
Tens algumas Curiosidades?
Podes consultar estes Links na Internet e encontrarás coisas interessantíssimas!
 

    www.juntadeandalucia.es/averroes/bibliotecaescolar/

    www.dobrasdaleitura.com/index.html

   www. bibliotecas-.blogspot.com/

   www.giase.minedu.pt/rbe/programa/avaliacao.htm

      www.ifla.org/VII/s11/pubs/School

   www.evora.net/bpel/Linfo

   www.planonacionaldeleitura.gov.pt

 

 

 

                                                                                            

 

 

 

Contacto

Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo

Rua Dra. Júlia Alves Martins 4850-549 Cantelães Vieira do Minho

253 647201

 

Certo dia tive um sonho

Que vos vou contar

Num lindo Jardim, vi

Uma árvore de encantar

Pinheiro? Macieira? ou Carvalho?

Mas … não era

Era uma árvore mágica

Com tantas folhas e flores

De várias cores

Arregaçamos as mangas

E todos juntos trabalhamos

Com garrafas, rolhas e …

Esta árvore construímos

Para a Primavera acolher

 

Jardins de Infância do Agrupamento de Vieira de Araújo

 

 

 

 

Testemunhos deslumbrantes de Leitura

 

"Um dia li um livro e toda a minha vida mudou. Desde a primeira página, sofri com tanta força o poder do livro que senti o meu corpo apartado da cadeira e da mesa a que me sentava... Era uma influência tão forte que me parecia que a luz emanada das páginas me atingia como um jorro... Continuava a ler; página atrás de página, como se estudasse um guia que me orientaria através desta terra desconhecida e selvagem... Durante todo este tempo, o livro estava ali, em cima da mesa, com a luz que dele emanava a bater-me na cara, e no entanto, parecia-me tão familiar como os outros objectos que enchiam o meu quarto... Sucediam-se os minutos e as páginas... Li a página seguinte, depois outras, e outras ainda, vi a luz que se filtrava da soleira da outra vida; vi tudo o que conhecia e tudo o que ignorava; vi a minha própria vida... À medida que virava as páginas, penetrava na minha alma e apoderava-se dela um universo cuja existência ignorara até então, que nem sequer tinha imaginado... Adivinhei desde o princípio que o livro tinha sido escrito para mim, e era por isso que cada palavra e cada expressão me tinham tocado tão profundamente... Agarrando nele com as duas mãos, sorvia o cheiro da tinta e do papel que emanava das suas páginas, como fazia na infância quando acabava de ler um álbum de banda desenhada. Era exactamente o mesmo cheiro."

 

Orphan Pamuk, in A Vida Nova